Pular para o conteúdo principal

CABEÇA DE JUIZ E...WHATSAPP

   
              


O Brasil vermelhinho criou a cultura da má gestão. Por onde vc anda as coisas estão, cada dia, piores. As cidades feias, o povo triste, as estradas  horríveis. Nada anda. Os maiores desatinos acontecem, diariamente.
E este desarranjo institucional chegou nos tribunais. Como é  o povão quem sempre paga a conta,  o Meritíssimo resolveu tirar o circo do povo brasileiro. O pão, a presidenta Dilma já tirou.
Esqueceu o nobre juiz de estudar as competências dos responsáveis pelos sistemas penitenciários brasileiros. Cabe ao judiciário e ao governo,  Excelência, a condenação e guarda dos apelados. Se, nas prisões brasileiras, a corrupção corre solta e os celulares, que tem o uso proibido aos presos,  são fornecidos pelo próprio sistema, me parece que sua sentença foi dada para o grupo errado. O povo não tem nada com isto, e não é justo retirar dos brasileiros o melhor e mais barato sistema de comunicação mundial porque os servidores dos presídios, que estão a serviço da justiça, não estão tendo a competência e nem a retidão de caráter para cumprirem as  funções à eles outorgadas. O povo ja faz a sua parte,  paga o salário dos servidores da justiça, inclusive o de Vossa Excelência.
É,  talvez o povo mereça mesmo ser punido, porque afinal, estamos mantendo serviços públicos  de péssima qualidade e com foco e interesses pessoais.  
Como diz o Karpov: "Queremos nosso whatsapp de volta.”

MCLNetto
        

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

URBITÁ A CIDADE DO FIM DE GOVERNO

No apagar das luzes do governo Rollemberg o Correio Brasiliense traz uma notícia na pág. 17, Cidades, de 23/12/2018, que alvissarou os brasilienses e trouxe uma serie de indagações?
Uma nova cidade, que vai abrigar 118 mil moradores num amplo espaço cercado de parques e prédios de até 10 andares, que não terão cercas ou grades, interagindo entre si, compondo o novo modelo habitacional proposto para a classe média alta por empreendimento particular foi o projeto desenvolvido com discrição máxima por incrível que pareça na última década e que teve sua aprovação no Conselho de Planejamento territorial urbano quinze dias antes do termino da atual gestão governamental.
Os questionamentos são muitos:
Porque tanto segredo numa época que todos exigem a transparência?
Qual será o impacto ambiental?
Surge uma nova Aguas Claras; sem nem ter ainda resolvido os problemas que os grandes prédios da primeira trouxeram para o DF?
Quais as dificuldades que o novo governo enfrentará em relação ao trafego já …

QUEM É O BERLUSCONNI BRASILEIRO? QUEM É O BERLUSCONI BRASILEIRO?

Desabafo da Ministra Eliana Calmon:
“ Estou desolada com a decisão do Supremo.
Lamentavelmente eles prepararam um enterro de luxo para a Lava Jato, em diabólica armação, ao que tudo indica saida da mente brilhante de Gilmar Mendes.
O mais grave é que eles sabem perfeitamente que a Justiça Eleitoral não está preparada para atender ao que eles determinaram.
Os juizes eleitorais são juizes emprestados da Justiça Comum, com mandato de dois anos e portanto sem as garantias que dão ao magistrado independência. Eles são escolhidos pelo Tribunal de Justiça, e percebem uma polpuda gratificação que hoje está na faixa de oito mil reais mensal, pois o jeton por sessão é de R$ 914,13 e o número de sessões é de, no mínimo, de 8 sessões. Essa gratificação não está sujeita a imposto de renda e se agrega integral à remuneração do magistrado. O jeton e o prestigio curricular faz com que as indicações sejam altamente cobiçadas e sempre acompanhadas de forte interferência política.
O mesmo ocorre nos Tr…

ÍNDIAS ASSUMEM PASSARELAS

O fim de semana promete movimentar o mundo da moda, na capital Federal. Entre os dias 29 de novembro e 1º de dezembro, o Centro de Dança do DF, no Setor de Autarquias Norte, receberá a segunda edição do Brasília Trends, evento de moda que apresenta caráter inclusivo, ressaltando e valorizando as minorias, rompendo conceitos e tabus extrapolando o cotidiano dos ateliês de alta costura e questionando o belo, aliado ao fantástico mundo da inovação e empreendedorismo. Mulheres indígenas interferindo na alta moda de Brasília.

O destaque esse ano vai para a Escola de Moda e Negócios -Fashion Campus, que está produzindo no seu ateliê uma coleção em parceria com a tribo indígena Guajajara.
Os looks da Guajajara Fashion Show estão sendo criados nos mais inovadores conceitos de moda sustentável, em tecidos de composição natural dentro conceitos de modelagem zero waste (sem resíduos), moda sem gênero.

 Os 10 looks da Coleção Guajajara são exclusivos e foram pintados à mão pelas s mulheres Guajaja…